Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Cresce consumo de carnes suína e de frango: pesquisa do IBGE

 

Aumentou 4,9% o abate de suinos e 2,4% o de frrango, diz o IBGE. Foto EMBRAPA, Luiza Biezus
12-05-2021 11:10:49 (496 acessos)
Cresceu 4,9% o consumo de carne suína e 2,4% o de frango. É o que revela o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na prévia de pesquisa sobre a produção pecuária que será terminada em 8 de junho. Por influência do aumento de preços caiu 10,3% o abate de bovinos. Esses números se referem ao primeiro trimestre de 2021. Mas há ainda outra referência dos técnicos que indica ter caído 10,5% o abate de bovinos entre outubro e dezembro de 2020, quando ficou estável o de suíno e frango.

 

De acordo com os dados preliminares, o número de cabeças de bovinos abatidas no trimestre foi 6,54 milhões, enquanto o abate de suínos  registrou 12,53 milhões e o de frangos 1,55 bilhão de cabeças.

No primeiro trimestre deste ano, do total de bovinos abatidos, o resultado preliminar aponta uma produção de 1,72 milhão de toneladas de carcaças, queda de 6,8% em relação ao mesmo período de 2020, e de 12,7% na comparação com o último trimestre do mesmo ano.

Em relação aos suínos, o peso acumulado das carcaças atingiu 1,15 milhão de toneladas, com alta de 7,2% frente ao primeiro trimestre do ano passado e de 2,5% na comparação com o quarto trimestre de 2020.

Já o peso das carcaças de frango foi de 3,63 milhões de toneladas. Na comparação anual, houve aumento de 4,3%, e frente ao último trimestre de 2020, o acréscimo foi de 1,6%.

Ovos cai e leite aumenta

A aquisição de leite cru feita pelos estabelecimentos que atuam sob inspeção sanitária municipal, estadual ou federal foi de 6,52 bilhões de litros no primeiro trimestre de 2021, uma alta de 1,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, mas houve queda de 3,3% frente ao quarto trimestre de 2020.

A produção de ovos de galinha alcançou 972,94 milhões de dúzias, o que corresponde a uma redução de 0,1% na comparação anual e uma queda de 1,8% na trimestral.

A pesquisa mostra ainda que os curtumes que efetuam curtimento de, pelo menos, cinco mil unidades inteiras de couro cru bovino por ano declararam ter recebido 7,07 milhões de peças inteiras de couro cru no primeiro trimestre deste ano. Essa quantidade foi 6,6% menor na comparação com o mesmo período de 2020 e 8% menor do que a registrada no último trimestre do ano passado.

 
 

 

Fonte: Agência IBGE
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

LdJ39