Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Com 17 anos, Força Nacional fez em 2021, 1600 ações contra crimes ambientais


29-11-2021 15:06:40
(641 acessos)
 
Composta por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia dos estados, a Força Nacional completa (211129) 17 anos. É uma instituição requerida em todos os momentos sensíveis e difíceis da vida nacional. Está presente na guarda de fronteiras, presídios, reservas ambientais, áreas indígenas, policiamento ostensivo e em situações de Garantia de Lei e da Ordem (GLO). Só em 2021 realizou 1600 ações de prevenção e repressão a crimes contra o meio ambiente.

 


Até agora (novembro) a Força Nacional de Segurança Pública contabiliza 86 operações. É o maior número de missões desde que a tropa foi criada em 2004. 

Das 30 operações em andamento pela Força em todo o País, há ações de policiamento ambiental e combate a incêndios florestais, em terras indígenas; preservação e repressão de crimes urbanos e rurais; apoio a investigações e atuação em fronteiras. 

“Com efetivo treinado e preparado para dar uma pronta resposta em diversas frentes na segurança pública, a Força Nacional tem atuado com excelência em diferentes frentes de Norte a Sul do Brasil.” Assim fala o ministro  da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

Em 2021 foram investidos mais de R$ 40 milhões na aquisição de equipamentos de segurança pública para entrega aos estados, em contrapartida à disponibilização de profissionais que atuam na Força. 

A Força Nacional é composta por policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia dos estados. Membros da Força trabalham em fronteiras, presídios, reservas ambientais, áreas indígenas, policiamento ostensivo e em situações de Garantia de Lei e da Ordem (GLO), por exemplo, no combate à criminalidade, em missões humanitárias e em operações ambientais.

 

Contra crimes ambientais

Na área ambiental, em 2021 foram realizadas mais de 1,6 mil ações de prevenção e repressão a crimes ambientais em apoio aos órgãos ambientais do Governo Federal e aos governos estaduais. Dados oficiais indicam que aumentou em 57% o número de ações ambientais da Força Nacional, de janeiro a outubro de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020.

As operações em terras indígenas, também consideradas de cunho ambiental, tiveram apoio no combate a extrações ilegais de madeira, caça e pesca proibidas, garimpos, entre outros. 

Quanto às missões humanitárias, o Governo Federal disponibilizou profissionais para o Haiti, com agentes da Força Nacional de Segurança Pública. Auxiliaram na assistência médica à população e no trabalho de avaliação de estruturas condenadas, após o terremoto que atingiu o País em agosto, deixando mais de 2 mil mortos e centenas de desabrigados.

No combate à criminalidade, a Força Nacional participou, por exemplo, de apreensão de drogas. No mês de junho, atuou em localidades que sofreram ataques de criminosos, como Manaus e outras cidades do Amazonas e no estado do Mato Grosso do Sul em fevereiro, em presídios e na segurança das fronteiras.

 

 

Fonte: Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

QwtLZ