Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Bilionário dos EUA ajusta com o Brasil, monitoramento da Amazônia

 

Bilionário dos EUA ajusta com o Brasil, monitoramento da Amazônia
20-05-2022 19:23:43 (112 acessos)
Monitoramento ampliado sobre a Amazônia, é o que prevê uma parceria firmada entre o Governo brasileiro e a empresa Starlink, do empresário norte americano Elon Musk. Bilionário dono da SpaceX, do Twitter e da Tesla, esteve no interior de São Paulo onde se encontrou com o presidente da República, Jair Bolsonaro. Disse o ministro das Comunicações, Fábio Faria, que o motivo do encontro foi "viabilizar a conexão de 19 mil escolas brasileiras" via satélite.

 

Bolsonaro e o bilionário Elon Musk em São Paulo. Foto Presidência da República.

 

Presidente da República, Jair Bolsonaro, se encontrou (220520) no interior de São Paulo, com o empresário Elon Musk, dono da Tesla e da Starlink. Definiram "parceria" em benefício da educação via internet e ações para ampliar atividades de monitoramento de tudo o que acontece na Amazônia. Bolsonaro confirmou que os satélites de Musk poderão auxiliar o Governo Federal na identificação das queimadas. “Essa participação vai nos ajudar a preservar a Amazônia.”

Bolsonaro afirmou ainda que colocou à disposição de Elon Musk a base de Alcântara para ser usada pela SpaceX, empresa aeroespacial também controlada pelo bilionário. "A base de lançamento de Alcântara está disponível, como conversado entre ele e o comandante da Força Aérea."

Ministro das Comunicações, disse que o satélite da Starlink poderá contribuir com a preservação da floresta monitorando os desmatamentos. “Os satélites dele ficam a 550 km da Terra. O satélite pode nos informar que estava ali tendo uma serra eletrica e o governo irá conferir se é um lugar onde esta tendo desmatamento legal ou ilegal.”

Além do monitoramento da Amazônia, Musk também propõe oferecer internet de banda larga no país em áreas rurais ou de difícil acesso. “E o sonho dele é ajudar na educação conectando as escolas em áreas rurais”, disse o ministro Fábio Faria.

Esta foi a segunda reunião entre Fábio Faria e Elon Musk. Antes, eles já haviam conversado sobre esse tema em um encontro nos Estados Unidos.

Bolsonaro também conversou com Musk sobre a compra do Twitter pelo empresário. "Terminei há pouco a conversa com ele. O qualifiquei como o mito da liberdade após ele comprar o Twitter. Isso demonstra a liberdade de imprensa que sempre defendemos, queremos e desejamos. Liberdade total", disse o presidente.

Questionado se os satélites não poderiam dar a Musk informações privilegiadas de interesse nacional, Faria negou. "Os satélites estão lá, o que a gente está querendo é que todas as informações que eles já têm, que eles possuem, que eles possam dividir com o governo. Eles é que estão abrindo mão da soberania deles para nós", explicou o ministro.

 

Fonte: Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

cuGyA