Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Presunto brasileiro terá mais proteína

Presunto brasileiro terá mais proteína
[foto] - Dentro de 12 meses o presunto terá mais proteína. Foto MAPA

01-05-2023 15:44:00
(247 acessos)
 
Presunto cozido consumido pelos brasileiros passa ter mais proteína a partir de 2 de maio de 2023. Esse tipo tem permissão para incluir até 10% de carne moída, produto que é permitido 5% no presunto cozido tenro; mas não permitido para o presunto cozido superior. Determinação do Governo Federal pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) indica que o percentual mínimo passa de 14% para 16%. Para o presunto de aves a percentagem é de 14%.

 


Novas normas de identidade e qualidade para fabricação de presunto estão especificadas na a Portaria 765, do MAPA e abrangem presunto cozido, presunto cozido superior, presunto cozido tenro e presunto cozido de aves. Mas os frigoríficos terão 12 meses para se enquadrar nas exigências. 

Presunto cozido, presunto cozido superior, presunto cozido tenro são

feitos de carne de cortes íntegros de pernil suíno, curado, cozido,

defumado ou não, desossado ou não, com adição de ingredientes. Já o

presunto de aves deve ser feito exclusivamente de aves desossadas, moídas ou não.

Percentuais e mais proteína

Justificam os técnicos do Ministério, que as exigências "visam manter as características do produto tradicional" e "a padronização é importante para manter a qualidade das matérias-primas cárneas utilizadas." Conforme a Portaria 765, para o presunto cozido superior e cozido tenro, os percentuais não sofreram alterações, permanecendo em 16,5% e 18%, respectivamente.

Outra definição é que os produtos deverão ter, no máximo, 25% de colágeno. Para o presunto cozido de aves, o limite é de 10%.

 

 

Fonte: MAPA e Agência Brasil
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

UZGu6