Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Porto de Santos conclui primeira contagem de pombos que dão prejuízo

Porto de Santos conclui primeira contagem de pombos que dão prejuízo
[foto] - Administração do Porto de Santos faz censo de pombos para prevenir prejuízos e doenãs.

29-01-2024 20:23:52
(222 acessos)
 
Porque os pombos domésticos são hospedeiros de diversos patógenos de importância sanitária, que podem acometer a saúde dos seres humanos ocasionando diversas doenças, são objeto de contagem no Porto de Santos. Justifica a Autoridade Portuária (APS) que objeto principal da pesquisa é adotar "medidas preventivas." Além de moléstias pessoas, essas aves danificam instalações pelo entupimento de calhas e outras vias de escoamento, sobretudo provocando contágio de mercadorias.

 


APS informa que concluiu (240122) a primeira etapa de diagnóstico populacional de pombos domésticos (Columba livia) no Porto Organizado de Santos. Um biólogo e um operador de drone da empresa especializada contratada para o levantamento, percorreram, durante 11 dias, áreas públicas e arrendadas do Porto, realizando o censo das aves e avaliando condições propícias para alimentação, pouso, abrigo e nidificação.

A área do Porto está dividida em 90 quadrantes, os quais foram percorridos para coleta de dados. Para isso, os técnicos utilizaram outros recursos além dos drones - como câmera fotográfica e binóculo -, para obter imagens, contando com a colaboração dos terminais para realização dos trabalhos.

A próxima etapa será a elaboração de um relatório técnico sobre os serviços realizados, que incluirá informações acerca da população média de pombos e a densidade por região, identificação das principais áreas utilizadas pelas aves para pouso, nidificação e alimentação, além de apontar inconformidades operacionais e sugestões de melhorias. As não conformidades identificadas serão encaminhadas às áreas competentes, incluindo os terminais, para implementação das ações corretivas.

A próxima campanha ocorrerá em cerca de 6 meses e, ao longo dos 5 anos do contrato serão realizadas 10 campanhas. Essa abordagem contínua possibilitará a implementação de medidas mitigatórias que auxiliarão na prevenção de doenças, contribuindo de maneira sustentável e eficiente para a preservação do ambiente portuário.

 

 

Fonte: Porto de Santos
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

G2eBT