Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Trabalhadores em hotéis comemoram ocupação total do efeito Madonna

Trabalhadores em hotéis comemoram ocupação total do efeito Madonna
[foto] - Palco em montagem na praia de Copacabana. Foto @midia_e_tal, Luiz Nunes Moreira Junior
01-05-2024 13:14:39 (357 acessos)
Evento Madonna trouxe dias de benefícios para os trabalhadores em hotéis, bares e restaurantes do Rio de Janeiro. É o que dizem os números mostrados por José Calixto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis. As 14 mil empresas absorveram todos os 200 mil profissionais e cerca de 8 mil prestadores de serviços. Devido à demanda, foram canceladas todas as folgas e o trabalho opera dia e noite. Mas essa é a característica dos grandes eventos.

 


Sindicato empresarial não indicou, mas há informações de que chegaram a triplicar os valores cobrados por diária.No Copacabana Palace por exemplo, o valor é próximo de R$ 2.900 e de R$ 1 mil no Sheraton; embora os visitantes possam escolher locações de alto nível como Hilton, Fasano, Fairmont ou Belmont Palace. No Rio de Janeiro há muitas outras opções de hotelaria e hospedagem, boa parte com valores menores.

Estão chegando na Cidade, aficcionados da Madonna, vindos da Argentina, Chile e todos os demais países da América do Sul. Brasil faz parte da décima segunda turnê da cantora com o espetáculo The Celebration Tour InRio, que vai ocupar dia 4 de maio de 2024, a partir das 21:30 horas, durante 2 horas, a superestrutura montada em frente ao Hotel Copacabana Palace (onde a cantora se hospeda). 

Madonna já visitou cidades da América do Norte e Europa, e vai completar 81 shows, desde 14 de outubro de 2023, quando se exibiu em Londres.

A despeito dessas datas comemoradas, os trabalhadores tem desafios históricos que não conseguem superar, conforme o presidente do Sindicato. Um desses são os "baixos salários" e a "sonegação de direitos." Para evitar desemprego, os trabalhadores se submetem às perdas, porque desistem de reclamar à Justiça "muito demorada" e "sem a certeza de ganhar..." 

José Calixto, presidente do Sindicato dos

Trabalhadores em Hotéis do Rio de Janeiro

 

Jornalista Luiz Nunes Moreira Junior, da empresa de video jornalismo Midia e Tal, se surpreendeu durante a madrugada, com a tranquilidade do movimento nos arredores de Copacabana. Poucos frequentadores enquanto os trabalhadores constroem o enorme palco do show de Madonna, neste sábado. Nem mesmo os fãs estavam tietando na frente do histórico Hotel.

Mas o comércio de lanchonetes especiais, não desistiu e funcionou o tempo todo. Logo aos primeiros sinais de claridade, os visitantes apareceram e o movimento ficou normal. Chegaram muitos banhistas e tietantes loucos para ver a artista que durante o show, vai se tornar Cidadã Honorária do Rio de Janeiro. Sobre esta parte da entrega do título, a Câmara Municipal e a Prefeitura não se pronunciaram. 

Madonna no Brasil, faz o último show dos 40 anos da exitosa carreira internacional. Daí o enorme palco que tem mais que o dobro que outras exibições em países da América e Europa. Em Copacabana o espaço no qual fará o maior show da vida, a cantora terá à disposição 812 metros quadrados (m²). Só a passarela central das 3 que vai atuar, tem 22 metros e fica a uma altura de 2,40 metros.

 

 

 

Fonte: Noticiario.com.br. Fotos Luiz Nunes Moreira Junior
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

caedv