Linguagem: EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Futebol terá 4 novas regras a partir de julho de 2024

Futebol terá 4 novas regras a partir de julho de 2024

02-03-2024 18:26:24
(350 acessos)
 
Jogador de futebol usa a caneleira que tenha preferência, inclusive quanto ao tamanho; nos casos de mão na bola que geram marcação de pênalti a interpretação usada deve ser a mesma que outras faltas e, jogadores podem invadir a área durante cobrança de penalidades máximas, desde que não interfiram no andamento da jogada. São novidades que a Associação Internacional de Futebol (International Football Association Board (IFAB) introduziu entre as regras da prática do esporte em todo o mundo.

 


International Football Association Board (IFAB) ´é a entidade que cuida das regras do futebol. Promoveu (240202) uma assembleia, na Escócia, que determinou as mudanças a serem aplicadas a partir de 1º de julho.

  1. A principal modificação na regra estabelece que em caso de concussão (choque na cabeça), a equipe do jogador afetado poderá realizar uma substituição a mais, respeitando o protocolo necessário em situações deste tipo.
  2. outra mudança obriga os times a terem um capitão com uma braçadeira que o identifique.
  3. ficou estabelecido que os jogadores são responsáveis pelo tamanho e adequação das próprias caneleiras, que são um item de uso obrigatório.
  4. na regra 12, as infrações de toque de mão na bola de forma não deliberada, passíveis de marcação de pênalti quando dentro da área, devem ser tratadas da mesma forma que outras faltas.
  5. em cobranças de pênalti, parte da bola deve tocar ou estar por cima da marca da cal, e a invasão da área por jogadores nessas situações só deve ser penalizada caso gere algum impacto no andamento da jogada.

Essas alterações entram em vigor no dia 1º de julho, mas, segundo a IFAB, competições que comecem antes desta data podem implementá-las mais cedo ou adiar até a próxima edição.

Além das mudanças nestes textos do livro de regras, a comissão anunciou três testes que serão feitos em competições sempre abaixo das duas principais divisões de cada país.

Pde um período para esfriar os ânimos das equipes em caso de confusão, em que o árbitro solicitará que cada time se dirija à sua própria área. Por último, será testada uma mudança no tempo que o goleiro tem para recolocar a bola em jogo: de seis para oito segundos. Caso não o faça, a posse será revertida.

 

 

Fonte: IFAB
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

274wp